Projeto ITTR-CAR amplia estudos para analisar os efeitos diretos da eficiência alimentar na raça Guzerá
 

“Objetivo é mensurar a digestibilidade dos animais através de marcadores orgânicos e entender quais são os mecanismos que levam um animal a ser mais  eficiente que outro, consumindo menos alimento, sem perder em performance.”



ILUSTRE DA ROSALITO – Recordista de GMD – 2,199 kg/dia

Carcaça com 9,19 mm de gordura.

    Após três anos de pesquisas e provas envolvendo mais de 200 jovens reprodutores Guzerá,  identificando indivíduos que consomem menos alimento e produzem mais, o Projeto ITTR-CAR (Irmãos Tonetto, Guzerá Tiatã e Rosalito – Consumo Alimentar Residual)  realizado na Fazenda Perfeita União, em Pirajuí, SP, vai além e inicia uma nova fase.  A partir de agora serão analisadas em laboratório, as sobras diárias de alimento dos tourinhos e fezes com o objetivo de descobrir quais mecanismos fisiológicos levam um animal a ser mais eficiente que outro sem nenhuma perda em performance. As análises serão realizadas na Universidade Estadual de Londrina (UEL), sob a coordenação da zootecnista e mestranda em Ciência Animal Evelyn Stivaletti que faz parte do grupo de Pesquisa e Análise de carcaça e carne.   “Além do consumo de matéria seca (MS) e Nutrientes Digestíveis Totais (NDT), também vamos mensurar a digestibilidade dos animais, para verificarmos se os exemplares mais eficientes (baixo CAR) realmente apresentam uma melhor digestão do alimento e consequentemente um melhor aproveitamento dos nutrientes”, diz Evelyn.

     Tarcisius Tonetto está bastante confiante no resultado desta pesquisa em virtude da acurácia dos dados ser fortalecida diariamente a cada informação coletada no projeto. “Não estamos economizando esforços nos estudos com eficiência alimentar, pois os gastos que o pecuarista tem com a alimentação bovina são altos, podendo chegar a 70% dos custos de uma fazenda. Como o nosso sistema envolve medições individuais, será possível saber se existe diferença significativa nos indivíduos que escolhem e separam a mistura oferecida e se isso irá interferir no resultado da prova”, comenta, acrescentando que “este é o primeiro trabalho científico do mundo entre zebuínos com intuito de analisar as características com efeito significativo e direto na eficiência alimentar através de marcadores orgânicos”.    

O Projeto ITTR-CAR – Guzerá Lucrativo e Sustentável.


                  

IOIO OJ – Melhor índice Margem @ do projeto.
Lucro de R$ 28,75 / @ produzida, consumo de apenas  5,57 kg de matéria seca para produzir 1kg de carcaça sendo também líder na avaliação para Rendimento de Carcaça e Perimetro Escrotal.

                A rentabilidade da produção de bovinos de corte é dependente dos custos e das receitas do sistema. O fornecimento de alimentos consiste num maior custo na maioria dos empreendimentos pecuários, principalmente nos mais intensificados.

Os custos com alimentação representam algo em torno de 2/3 dos gastos de um empreendimento de terminação de bovinos de corte, sendo que o custo energético pode representar cerca até de 89% do total. Além do benefício econômico, a relevância do aumento da eficiência alimentar se expande à medida que houver benefícios para o meio ambiente, como redução da área de pastagens e otimização das áreas disponíveis através do aumento do número de cabeças por área, além da menor produção de poluentes (CO2, esterco, metano, etc) por unidade de carne produzida ou ainda aumento da produção de carne com o mesmo impacto ao ambiente.

Após 47 anos selecionando Guzerá, os irmãos Tonetto, da Fazenda Perfeita União localizada em Pirajuí/SP decidiram ir além e mais uma vez se posicionam na vanguarda do melhoramento genético da raça. Tradicionalmente conhecidos pela produção de reprodutores e matrizes líderes de sumário, funcionais, produtivos e adaptados às condições brasileiras, firmaram parceria com os rebanhos Guzerá Tiatã e Guzerá Rosalito, e com a Aval Serviços Tecnológicos para a coordenação do Projeto ITTR-CAR. O Projeto tem como objetivo principal identificar reprodutores que não apenas comprovem ser superiores para desempenho, mas também se revelem capazes de serem eficientes em conversão alimentar residual (CAR) – e produtores de descendentes com carcaças de qualidade, tanto em rendimento quanto em deposição de gordura.

Dr. Roberto Sainz – um dos coordenadores do Projeto ITTR-CAR - o CAR é a metodologia preferida pelos geneticistas para isso, por ser mais eficiente do que a conversão alimentar simples. Esta seria a razão do ganho de peso em função apenas do consumo, que pode ser influenciada até pela condição de adulto dos animais e com possível interferência na reprodução, o que não ocorre no CAR, que considera a diferença entre o consumo de alimentos observado no cocho e o consumo estimado para cada animal, com base em seu peso e sua velocidade de ganho de peso. Portanto, indicando o potencial de um animal para essa característica, independentemente de seu peso e de sua taxa de crescimento, diferentemente da conversão alimentar simples ou tradicional.

Desde 2011 mais de 200 reprodutores foram testados no projeto. Os touros, com idade média de 15 meses, estiveram mantidos em baias individuais, com área para locomoção, comedouro e bebedouro coberto. O período experimental tem duração de 70 dias e diariamente, são mensuradas a quantidade de alimento fornecido, porcentagem de matéria seca das sobras e, semanalmente, a da dieta. A dieta foi formulada com NDT de 70% objetivando ganho em peso médio de 1,5 kg/dia. Ao final da prova também foi realizada avaliação de carcaça por ultrassonografia para avaliar área de olho de lombo (musculosidade) e gordura (acabamento) e mensuração de perímetro escrotal (indicativo de precocidade sexual). Os resultados indicam variabilidade fenotípica entre os indivíduos, ou seja, há animais que consumiram até 15% menos de alimento com ótimos desempenhos e qualidade de carcaça.               

O projeto ITTR-CAR é uma iniciativa do Guzerá Rosalito, Tiatã e IT,e conta com a participação do Guzerá OJA, HCI, HE e Dordeti. Estes rebanhos estão trilhando um caminho correto, pois é fundamental buscar inovações tecnológicas que resultem em maior lucratividade da atividade pecuária, cujas margens são reconhecidamente estreitas.  Outro aspecto considerável é o de que sempre se mediu o que sai (ganho de peso, deposição de gordura, etc) também seria importante medir o que entra (input), para conhecer a eficiência, algo nunca verificado no Guzerá.

 

 



Venda Direta de Olho na Fazenda Perfeita União

_____________________

Grandes Criatórios 2017 - Parte1

_____________________

Grandes Criatórios 2017 - Parte2

_____________________

Vídeo Guzerá IT 50 anos

_____________________

Entrevista Robert Sainz - Universidade da Califórnia

_____________________

Projeto Quality IT

_____________________

6º Abate Técnico Raça Guzerá.

_____________________

Abate Técnico Guzonel.

 Fazenda Perfeita União - Irmãos Tonetto
 CAIXA POSTAL 30 - CEP: 16600-000 - PIRAJUÍ/SP
 (14)3572-1614 / 99772-0007 / 99788-5752
 Email: irmaostonetto@guzerait.com.br